Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

19.08.19

Fui ao casino.

Rita (porque minimalistas há muitas)

Cassino, Jogo De Azar, Máquinas Caça Níqueis

Oh, se fui!

E não é que não gostei nada da experiência? Quero dizer, eu até entrei com 10€ e saí com 50€, devia estar a sentir-me bem com isto de ganhar dinheiro, mas caramba - não gostei nada daquilo. 

Primeiro, porque toda a gente tem as caras viradas para as máquinas e para os jogos de mesa como se não existisse mais nada no mundo e como se estivessem com uma dor de barriga de não chegar a tempo da casa de banho. Parecia que estava num episódio de Black Mirror.  Além do mais, têm de tal ordem uma poker face que até enerva. Estejam nas máquinas ou na roleta. 

Segundo, porque é tudo tão escuro e com cores de discoteca e de bares noturnos, que fazem lembrar as danças de varão que aparecem nos filmes. Um ambiente super pesado. Não pensem que vão para lá divertir-se, porque mesmo que tenham uma conta bancária que pague 500 Ronaldos e Beyoncés, acho que nunca ninguém gostou de gastar dinheiro à bruta. Ricos não se fazem em casinos. 

Resultado de imagem para casino

Terceiro, porque pela primeira vez na minha vida senti aquelas-más-energias-que-só-pessoas-estranhas-é-que-sentem a tal ponto de eu ter ficado com um peso muito pesado no estômago. Comentei até com o meu namorado. Sabem aquela sensação de saberem que vão ser despedidos do emprego, de não terem qualquer prospectiva de trabalho nos próximos 5 anos e estão prestes a  perder a casa e a entrar no gabinete dos recursos humanos? Foi assim que me senti. Isto só passou umas duas horas depois de ter saído de lá. 

Ora, pensem comigo. De que outro modo o casino conseguia pagar ordenados a dezenas de pessoas se os clientes ganhassem dinheiro lá dentro? Juro-vos que vi umas 40 pessoas a trabalhar lá dentro.

Outra coisa, para eu sair de lá com 50€ foi preciso alguém perder 100€. Alguém que não é o dono do casino, obviamente.

Bom, eu fui porque me convidaram. Por uma questão de convivência entre amigos e porque nunca lá tinha estado  nem nunca me tinha ocorrido tal coisa. A verdade é que detestei.

Fica aqui uma das minhas aventuras como minimalista num mundo que não meu, quase como se fosse de outra galáxia. Acho que me sentia mais confortável em Marte. 

Resultado de imagem para mars cartoon

07.08.19

Destralhar para ajudar

Rita (porque minimalistas há muitas)

Bom dia malta 

Hoje venho falar-vos de uma iniciativa da MultiOpticas e da Helpo, "Olhar por Moçambique". Esta missão tem como objetivo dar uma nova vida aos óculos que já não usamos e serão entregues a famílias em Moçambique depois de serem verificados e preparados.

E mais! Por cada par que for entregue nas lojas, a marca oferece mais um. Não é fantástico?

1.PNG

Ora aqui está uma boa oportunidade para destralhar óculos antigos que andem lá por casa nas vossas gavetas.

E os avós? Os pais? Os irmãos e os cunhados? Falem com a família e ajudem esta nobre causa, por favor. 

Vejam aqui no mapa qual a loja mais próxima. 

Beijinhos com açúcar! 

 PS: Obrigada CC 

01.08.19

O minimalismo e o mundo digital.

Rita (porque minimalistas há muitas)

Olá malta.

Hoje quero falar-vos sobre o mundo digital e a forma como o inserimos no nosso minimalismo. É nosso, porque como já sabem, cada um vive o minimalismo como quer, com as suas próprias "regras" e guidelines.

Ora, quem está atento às suas atitudes diárias acaba por se aperceber da sua atividade digital e do tempo que passa a olhar para um ecrã. Seja ele uma TV, um telemóvel, um monitor de pc ou um relógio inteligente. Eu costumo estar alerta para este tipo de coisas e sei quando devo parar e passar para outra. Há coisas das quais já desisti, como por exemplo o facebook e o instagram.

Há uns tempos, neste post, disse que para além das redes sociais, ia deixar de assistir a conteúdo no youtube, TV, Netlfix e em todo o tipo de streams. Eh pá, eu experimentei. Cancelei o Netflix, do qual não me arrependo. Reduzi as minhas subscrições no Youtube de mais de 200 para 38.

Mas há coisas que não vale a pena levar ao extremo, e apesar de ter reduzido o meu tempo de TV e afins em 80%, ainda há coisas que vou vendo, como por exemplo:

- os Podcasts dos The Minimalists (que por acaso são muito melhores do que qualquer livro que escreveram, não caiam na cantiga),

- os sketchs da Porta dos Fundos, 

- Travel and Share (um casal que viaja de autocaravana, e que só representam o meu sonho de vida, por favor não digam nada ao namorado),

- O Talkshow de Tom Bilyeu,

- FULL audiobooks for everyone (agora ando a ouvir o Conde de Monte Cristo... Oh que loucura. Todos os dias tenho um encontro com ele.   O namorado já nem liga), 

- TEDx Talks, Refúgio Mental, Amy Landino, Bumba na Fofinha, Weird History, Pedro Andersson - Contas Poupança, - Cactus TV, entre outros.

Quanto às aplicações no telemóvel, também reduziram em cerca de 70%, mas há coisas que não dispenso, como o bloco de notas, o booking, a do banco, cineplace Tkt (adoro cinema, vou uma vez por mês, mais ou menos), google maps, MBWay, Spotify, Whatsapp (possa, também era melhor - se não tenho facebook nem instagram, ao menos que me perca nos grupos infindáveis de pessoas  e Tody. A Tody é, nada mais nada menos, do que a melhor aplicação digital para quem gosta de manter uma rotina de limpeza por casa. É a MELHOR. Experimentem. E garanto-vos que já experimentei muitas. Se há coisa em que não sou minimalista é nas minhas listas de limpeza doméstica. Manter o plano é que já é mais complicado, mas vou fazendo os possíveis. 

 Isto tudo para vos dizer o quê?? 

Ah, já sei. Para vos dizer que o minimalismo não é ter menos do que 100 objetos nem viver numa casa sem água de rede nem luz. Tudo tem o seu lugar e cada um vive como quer. O minimalismo trata-se de um estilo no qual se simplificam vidas e onde menos é mais. No qual estamos mais alerta para o que se passa à nossa volta e não nos deixamos levar pelos padrões da sociedade nem estamos sempre a par das 300 milhões de novidades que acontecem todos os santos dias, sejam elas tendências de moda, tecnologia ou promoções desnecessárias nos supermercados. 

A tecnologia principalmente, é coisa que me irrita solenemente. Detesto ver grupos de pessoas em locais públicos a olhar para os telemóveis sem falarem uns com os outros - ao ponto de haver sítios sem wifi para que isso não aconteça.

Uma das minhas atividades favoritas é deixar o telemóvel em casa quando sei que vou estar ao pé de uma ou duas pessoas entre as 5 que me costumam contactar através do telemóvel. Há coisas que não o dispensam, obviamente. Mas eu não tenho filhos que se possam magoar na escola nem tenho um trabalho onde ocorram emergências 24 horas por dia. 

E por isso, deixo-vos aqui dois desafios.

Não têm filhos? Não têm um trabalho que precise de vocês fora do horário laboral? Não têm familiares que precisam de cuidados emergentes? Vão tomar um café com amigos?

1. ENTÃO DEIXEM O TELEMÓVEL EM CASA.

Uma ou duas horas não fazem mal a ninguém, e se for preciso avisem os vossos com antecedência. "Olha vou estar com a Lisete e não levo o telemóvel, qualquer coisa já sabes". Ou "vou fazer uma caminhada a tal sítio, se não aparecer dentro de 3 horas chama alguém". É libertador. Garanto-vos.

Fora isto, um bom fim de semana a todos e...

2. Experimentem passar o próximo sábado sem olhar para um ecrã.

 

17.07.19

O que pode e não pode ser colocado no lixo indiferenciado.

Rita (porque minimalistas há muitas)

Depois do ecoponto amarelo, azul, e o verde, vem o lixo indiferenciado

Resultado de imagem para ecoponto amarelo

Ora, tudo o que não é embalagem de plástico/metal/vidro nem objeto de papel e cartão contaminado, é lixo indiferenciado.

Coisas que podem ser colocadas no lixo indiferenciado: a meu ver, nenhuma. Devia ser proibido. Há outros tipos de contentores que tomam conta do recado para todo o nosso desperdício, e o lixo orgânico é um deles. Tentem fazer compostagem, por favor.

Existem ainda sítios próprios para deixar objetos não recicláveis como por exemplo as cápsulas de café e material eletrónico (a aplicação Wasteapp ajuda no processo). Para tudo o mais que não é possível reciclar, compostar ou entregar às devidas autoridades, é possível substituir por produtos não nocivos para o planeta e que duram uma vida (de qualquer forma, para quem estiver interessado - o link - escolham o "indiferenciado" em "PESQUISE POR ECOPONTOS"). 

Fica aqui uma lista das coisas que não devem ir para o lixo indiferenciado:

- Sacos de plástico (incluindo os de congelados e da comida para animais),

- Cuvetes de produtos frescos, 

- Copos e pratos descartáveis de plástico,

- Papel de alumínio (mesmo os dos ovos da Páscoa e do Pai Natal de chocolate - se bem que a Sociedade Ponto Verde sugere a sua deposição no lixo indiferenciado, mas li em algumas páginas de instituições que não é neecssário),

- Qualquer embalagem de plástico, metal e vidro (mesmo os que estão sujos e que têm gordura e mesmo os dos detergentes, cosméticos e lixívia),

Qualquer embalagem de papel e de cartão que não esteja suja nem contaminada com óleos ou gorduras,

- Esferovite (isso mesmo - vai para o ecoponto amarelo),

- Latas de conservas (salsichas, atum, leite condensado, fruta em calda),

- Anilhas das latas de bebida, caricas, capas de alumínio dos gargalos de garrafas,

- Caixas de ovos (as de plástico vão para o amarelo e as de cartão vão para o azul),

- Copos de metal para velas,

- Garrafas de plástico e vidros (mesmo as sujas e gordurosas),

- Tubos das pastas de dentes e de cola,

- Pacotes de batatas fritas e aperitivos, 

- Cabides de plástico e de metal,

- talões, faturas, papel escrito, envelopes, caixas de fósforos, etc.

 

3.PNG

BOA NOTÍCIA

O ecoponto castanho chega em breve a Portugal. "O novo ecoponto destina-se a lixo orgânico e a sua utilização permite produzir energia e aproveitar o composto. O contentor já é utilizado em indústria e pode agora ficar acessível à população." (link)

17.07.19

O que pode e não pode ser colocado no ecoponto verde.

Rita (porque minimalistas há muitas)

Depois do ecoponto amarelo e do azul, vem o verde. Para começar, nem todos os vidros podem ser colocados no ecoponto verde, uma vez que a percentagem de materiais diferentes usados na sua composição não permite que se fundam à mesma temperatura, como o caso dos copos de vidro que usamos em casa. 

Outra coisa - o vidro pode ser reciclado quantas vezes quisermos. E mais! "Devido  aos custos elevados da produçãodo vidro, a sua reciclagem torna-se mais barata do que sua produção, sendo a reciclagem do vidro, portanto, uma ótima ferramenta a favor da sustentabilidade e que agrega lucro e incremento daeconomia." 

Resultado de imagem para ecoponto amarelo

Ora, tudo o que é embalagem de vidro pode ser depositado no ecoponto verde. No entanto, existem objetos que não são apropriados para a reciclagem dos verdes. Uma dica é procurar na embalagem o símbolo do contentor apropriado:

Resultado de imagem para ecoponto símbolo

 

Numa pesquisa rápida, fica aqui uma lista das coisas que não podem ir para o ecoponto verde:

- loiças e cerâmicas, vidro plano e janelas, cristais e espelhos, lâmpadas, materiais de construção civil, frascos de medicamentos (link)

- objetos tipo pyrex, jarras, chávenas (link)

 

Coisas que podem ser colocadas no ecoponto verde:

- garrafas (água, vinho, cerveja), frascos (de doce, pickles, salsichas) e boiões sem tampa (link - nota: os copos não!);

- frascos de perfume e cosmética, de especiarias, garrafas de azeite, garrafão de vinho (só de vidro, e não o revestimento de plástico que alguns têm) (link)

 

MAIS DICAS:

 

- Objetos que "cabem" em dois ecopontos: "Quando há embalagens que cabem em dois ecopontos - como é o caso dos envelopes com janela - caso não seja possível separar, deve ser colocado no contentor da maior quantidade, neste caso o azul. "Há sempre um nível de contaminação que a indústria consegue gerir", revela Ana Loureiro." 

- Esvaziar bem as embalagens  e colocá-las uma a uma no ecoponto. Sem estarem em sacos fechados, para facilitar o processo na triagem (link aqui)

- A separação do lixo NÃO CAUSA DESEMPREGO. "Realidade: Há mais de 2 400 empregos associados à gestão de resíduos de embalagens no âmbito do Sistema Ponto Verde. Não separar as embalagens, além de prejudicar o ambiente, geraria a perda destes pontos de trabalho."

Porque só se deve colocar no Ecoponto Verde garrafas, boiões e frascos de vidro? "Porque a composição do vidro de embalagem (garrafas, boiões e frascos de vidro) não é a mesma de outros tipos de vidro (copos, espelhos, pirexs, etc.) e por esse motivo não fundem à mesma temperatura. Se forem colocados no ecoponto podem dar origem a objetos de vidro com defeito de fabrico e inviabilizar todo um lote de vidro reciclado." (link)

Não é necessário separar as embalagens de vidro por cor.

- No caso das embalagens de plástico e do vidro, a gordura não prejudica o processo de reciclagem (link)

 

17.07.19

O que pode e não pode ser colocado no ecoponto azul.

Rita (porque minimalistas há muitas)

Olá malta!

Na sequência do post do ecoponto amarelo, de vez em quando surgem algumas dúvidas no que diz respeito ao tipo de objetos que podemos colocar no ecoponto azul, embora este seja um pouquinho mais fácil do que o amarelo. Para começar, tudo o que é só de papel e cartão pode entrar - ao contrário dos outros dois ecopontos que contam apenas com embalagens.

Resultado de imagem para ecoponto amarelo

Ora, em princípio, tudo o que é de papel pode ir para o ecoponto azul. No entanto, existem materiais que parecem de papel mas têm um revestimento de plástico e cola, não sendo apropriadas para reciclagem. Uma dica é procurar na embalagem o símbolo do contentor apropriado:

Resultado de imagem para ecoponto símbolo

 

 

Numa pesquisa rápida na página da Uniplanet, fica aqui uma lista das coisas que não podem ir para o ecoponto azul:

- Etiquetas de código de barras e peso de produtos;

- Caixas de pizza COM gordura;

- Papel húmido ou ensopado e toalhitas

- Papel vegetal, plastificado, encerado, autocolante, e todo o papel que tenha um "banho" ou contaminação de qualquer outro material.

- Papel absorvente (de cozinha, guardanapos e lenços de papel);

- outros materias: sacos de cimento, fraldas, embalagens de produtos químicos (link aqui)

 

Coisas que podem ser colocadas no ecoponto azul:

- talões e faturas;

- papel escrito e/ou agrafado, envelopes com janela de plástico e pastas de arquivo;

- outros materiais: asas de sacos de papel, caixas de jogos de papel ou cartão, caixa de pizza SEM gordura, caixas para ovos e de fósforos de cartão, caixas de cereais, interior dos rolos de papel higiénico e de cozinha, maços de tabaco, caixas de mudanças de cartão, listas telefónicas, papel de embrulho, sacos de papel para o pão (link aqui); cintas de cartão de packs (de cerveja por exemplo), jornais e revistas (link aqui).

MAIS DICAS:

- Deixo-vos aqui a nova app da Quercus, a Wasteapp que nos ajuda a entregar o nosso desperdício no local apropriado mais próximo.

1.PNG

- Objetos que "cabem" em dois ecopontos: "Quando há embalagens que cabem em dois ecopontos - como é o caso dos envelopes com janela - caso não seja possível separar, deve ser colocado no contentor da maior quantidade, neste caso o azul. "Há sempre um nível de contaminação que a indústria consegue gerir", revela Ana Loureiro." 

- Esvaziar bem as embalagens, espalmar e colocá-las uma a uma no ecoponto. Sem estarem em sacos fechados, para facilitar o processo na triagem (link aqui)

- A separação do lixo NÃO CAUSA DESEMPREGO. "Realidade: Há mais de 2 400 empregos associados à gestão de resíduos de embalagens no âmbito do Sistema Ponto Verde. Não separar as embalagens, além de prejudicar o ambiente, geraria a perda destes pontos de trabalho."

17.07.19

O que pode e não pode ser colocado no ecoponto amarelo.

Rita (porque minimalistas há muitas)

Olá malta!

De vez em quando surgem algumas dúvidas no que diz respeito ao tipo de objetos que podemos colocar no ecoponto amarelo. Em casa acontece-me muitas vezes, e na dúvida acaba por ir para o lixo doméstico, infelizmente. 

Resultado de imagem para ecoponto amarelo

Ora, em princípio, tudo o que é embalagem de plástico e metal pode ir para o ecoponto amarelo.

"O único ecoponto onde é possível colocar artigos que não sejam embalagens é o azul, onde pode depositar revistas, jornais, papel de escrita, etc. Nos restantes, ecoponto amarelo e verde, só deverá colocar artigos que cumpram a função de embalagem. No caso do amarelo, poderá colocar por exemplo garrafas de água, latas de conservas ou bebidas, pacotes de leite ou sumos, entre outros. No caso do verde, deverá colocar garrafas de vidro, boiões, frascos.” (link aqui).

Uma dica é procurar na embalagem o símbolo do contentor apropriado:

Resultado de imagem para ecoponto símbolo

 

Numa pesquisa rápida na página da Uniplanet e outros, juntei uma lista das coisas que não podem ir para o ecoponto amarelo:

 

- Palhetas de plástico para mexer o café;

- Pinheiros de Natal (sim, isso mesmo);

- Cápsulas de café;

- Lâminas de barbear;

- Marcadores, canetas e esferográficas;

- Talheres descartáveis de plástico;

- Palhinhas de plástico

- Escovas de dentes de plástico

- Fraldas;

- Bioplásticos - não me canso de falar nisto. "Ah e tal, mas este é biodegradável". Atenção gente, que a embalagem só é biodegradável se for colocada na compostagem ou enterrada no solo. ok? Nada de a deitar para o ecoponto amarelo ou para o lixo indiferenciado - NÃO SE DECOMPÕE (porque não tem acesso ao oxigénio nem a humidade para tal acontecer).

- Roupa usada (existem contentores exclusivamente destinados a este fim);

- Lâmpadas (também não podem ser depositadas no lixo indiferenciado nem no ecoponto verde - "devendo entregá-la sem qualquer custo, no estabelecimento onde vai comprar a nova.Também pode depositá-la nos centros de recolha de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos, ou nos ecocentros que as aceitam"; 

- Equipamentos elétricos e eletrónicos

- outros materiais: garrafões de combustível, baldes, cassetes de vídeo, DVD's e CD's, brinquedos, eletrodomésticos, pilhas e baterias, tachos e panelas, ferramentas, talheres de metal (link aqui)

Coisas que podem ser colocadas no ecoponto amarelo:

- sacos transparentes de plástico (tipos os dos produtos frescos em supermercados);

- sacos de rede de plástico das batatas e cebolas;

- cuvetes de produtos frescos e a película que as envolve - - se bem que a sociedade Ponto Verde diz que convém depositar no indiferenciado;

- copos e pratos descartáveis de plástico;

- papel de alumínio (por exemplo dos ovos e coelhos de páscoa e do pai natal de chocolate) - no entanto convém que "as pessoas amassem a prata para formar bolas relativamente grandes" - se bem que a sociedade Ponto Verde diz que convém depositar no indiferenciado;

- embalagens de manteiga, óleo e gorduras;

- outros materiais: pacotes de leite, de vinho, de sumo, de natas e de polpa de tomate (link aqui); frascos de champô, detergentes, esferovite, latas de salsichas e conservas, tabuleiros de alumínio e aerossóis, bisnagas de mostarda e ketchup, anilhas das latas de bebidas, caixas de ovos de plástico, capas de alumínio (como na garrafa de champanhe), caricas, embalagens de bolos, dispensadores de sabonetes líquidos, embalagem de lixívia, sacos de congelados e de comida para animais de plástico, vasos de plantas plásticos (link aqui); copos de metal para velas, garrafas de plástico, porta fatos de plástico, tubo da pasta de dentes e de cola, sacos do lixo de plástico, peças no gargalo das garrafas, pacotes de batatas fritas e aperitivos, cintas de plástico (daquelas que afogam os animais marinhos - tipo pack dos pacotes de leite), cabides de plástico e de metal (link aqui)

 

2.PNG

 

É claro que apesar de tais objetos poderem ser depositados no ecoponto amarelo, há sempre ALTERNATIVAS mais sustentáveis e saudáveis para o nosso planeta, tais como:

- sacos reutilizáveis (tanta para compras normais, como para a pesagem de frutas e legumes) - Os Panos da Vera vendem a muito bom preço e O LIDL também já tem;

- Canetas recarregáveis e lápis de cores para sublinhar em vez de marcadores;

- Palhinhas reutilizáveis (aqui existem 7 alternativas às de plástico);

- escovas de dentes de bambu (ou em último caso escovas de dentes com cabeças substituíveis); 

- embalagens de vidro ou alumínio que duram a vida toda;

- evitar comprar embalagens descartáveis de produtos que só fazem mal, tipo: bolos, bolachas, batatas fritas, chocolates e refriferantes. Não dêem estas coisas aos vossos miúdos. Ofereçam antes livros, experiências e jogos ou loiça de qualidade para casa e plantas aos adultos.

- Façam a vossa própria manteiga em casa ;

- o mesmo para a polpa de tomate, natas e sumo;

- e para os mais atrevidos, produtos de cosmética caseiros (champô, sabonete líquido, tratamento antirrugas, celulite, pasta de dentes, etc, etc. Link para comerciais e receitas caseiras);

- garrafas reutilizáveis;

- copos e pratos de cerâmica - "Ah e tal, mas esses dão mais trabalho porque têm de se lavar, e em grupos grandes de pessoas dá uma trabalheira tremenda". Não dá assim tanto trabalho, pessoal. E mesmo que não tenham máquina, se esse grupo grande de pessoas ajudar, é num instantinho. Digam que é para salvar o planeta que toda a gente alinha. 

 

MAIS DICAS:

 

- a nova app da Quercus, a Wasteapp que nos ajuda a entregar o nosso desperdício no local apropriado mais próximo.

1.PNG

- Não é necessário lavar as embalagens antes de as colocar no ecoponto amarelo;

- As embalagens devem ser espalmadas sempre que possível;

- A separação do lixo NÃO CAUSA DESEMPREGO. "Realidade: Há mais de 2 400 empregos associados à gestão de resíduos de embalagens no âmbito do Sistema Ponto Verde. Não separar as embalagens, além de prejudicar o ambiente, geraria a perda destes pontos de trabalho."