Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

18.09.18

Desafio 30 dias minimalista #10 a #15

Rita (porque minimalistas há muitas)

 Bom dia malta! 

2018-09-14 19.48.13-1.jpg

 

Chegámos a meio do desafio! Hands up para quem chegou até aqui! 

 

Tenho de vos confessar uma coisa... Não tenho seguido os números do desafio pelos dias do mês. Tenho consultado a lista dos afazeres e vejo mais ou menos o que tenho de fazer pela semana. Não é rigoroso, mas o que conta é a intenção, certo? Vamos lá então.

 

#10 - Nada de emails ou redes sociais até à hora do almoço 

Quanto às redes sociais, esta é fácil. Este meu novo eu nunca as consulta de manhã. Quanto ao email, depende. O email profissional obviamente que consulto assim que chego ao escritório. O pessoal ficou para canto esta semana. Não foi mau. De certo modo, foi muito libertador. De qualquer maneira, recebo mais spam e publicidade do que outra coisa. Quem se identifica?

 

#11 - Avalie os seus compromissos 

Avalio os meus compromissos sempre que posso. Compromissos para com amigos ou familiares, tento marcar sempre que possível - nem que seja um cafezinho. Mas todas as semanas gosto de estar com eles. Compromissos a nível de desenvolvimento pessoal são já mais complicados de manter, mas prometo-vos que estou a tentar ser o mais sistemática possível. 

 

#12 - Defina as suas metas para este ano 

Estamos a três meses e meio do fim do ano e digo-vos que as minhas metas para 2018 mudaram MUITO até aqui. Muito mesmo. Tanto, que já não me lembro muito bem do que me comprometi a fazer a 31 de Dezembro. Gosto sempre de reformular as minhas metas à medida que surgem ou que vão (risos ). Quem me compreende e me conhece, sabe do que falo. É tão fácil deixar as metas ir embora, certo? Sem nunca serem alcançadas. Este ano foi um ano de mudanças radicais. O minimalismo já vem do ano passado, mas a maior parte do resto, não. O blog ensinou-me muita coisa e cresci muito desde que o criei. A consciência mais ecológica e sustentável, o vegetarianismo e a melhoria constante e diária do estilo de vida fazem parte do meu dia a dia, agora. Até aqui andei a brincar às bonecas. - Acreditam que nos últimos 15 dias já li 3 livros? Na década anterior li ZERO. Portanto, as minhas metas não só estão definidas como foram alcançadas e sinto-me muito muito bem. 

 

#13 - Limpe o seu guarda-roupa 

O meu guarda-roupa tem estado organizadinho desde que chegou o minimalismo. Quanto à pilha para passar a ferro, já estamos a falar de outra coisa. A pilha não faz parte do guarda-roupa, certo?  - Vá, um passo de cada vez. 

 

#14 - Comece a aprender algo novo 

Como disse lá atrás, tenho andado a ler. Muito. Tanto, que os meus olhos andam a dizer-me para abrandar um bocadito. E com as leituras vêm aprendizagens. Há uma coisa que tenho vindo a tentar fazer, mas ainda é cedo para vos falar nisto. Conhecem o Milagre da Manhã de Hal Elrod? Pois. Deixem-me estabelecer e incorporar o método e logo vos conto como correu. - A 3ª Face, se quiseres faculto-te o livro. É muito bom! Nem que seja para compreenderes um pouco mais do que se trata e os motivos que se escondem por trás do levantar às 5 da matina. É uma boa leitura. 

 

#15 - Examine os seus hábitos diários 

Os meus hábitos diários... Ai, os meus hábitos diários que nunca chegam a ser hábitos. Estou sempre a mudá-los. Ora, eu tento fazer exercício físico todos os dias. Eu tento o milagre da manhã. Eu tento a leitura. Eu tento beber 2 litros de água. Por outro lado tento acabar com maus hábitos. Estes sim gostam de ficar. Mas se os outros conseguem, eu também consigo. E estou a trabalhar nisso! Não digam que não! 

 

O que já aprendi com este desafio?

Muita coisa.

 

Aprendi que na verdade, já faço a maioria das coisas sem me aperceber de que pertencem à lista. Desde o dia em que vi o documentário do Joshua e do Ryan (The Minimalists) que tenho sido exponencialmente feliz e que me tenho apercebido que criar este blog, foi a melhor coisa que fiz. Não, não aprendi isto com o desafio, mas o desafio tem aberto os olhos e horizontes para as profundezas do meu ser humano e para o que realmente importa neste mundo. Está bem, que todos os dias lemos e ouvimos frases inspiracionais mas sempre achei que não tinha tempo para pensar muito sobre elas e que quem o fazia, era porque não tinha mais nada para fazer. Hoje já não.

 

Hoje acredito na meditação. Acredito nos chacras (apesar de não saber muito sobre eles - uma área a explorar). Acredito no Feng Shui. Acredito no amor. Acredito no destino e acredito essencialmente que se deixarmos aproximar tudo o que é bom e afastarmos o que é mau, o instant karma resolve tudo. Hoje sou realmente feliz.

 

 

E sim, hoje estou lamechas. É só para quem merece.   

 

4 comentários

Comentar post