Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

25.01.19

Finanças pessoais: O melhor plano para o sucesso financeiro

Rita (porque minimalistas há muitas)

"Olá malta, que festaaaa!" - Diz uma das minhas mentoras financeiras, Nathalia Arcuri. Não conhecem a Nat do "Me Poupe"? Oh poupem-me. Vão conhecê-la

 

wallets-with-euros-coming-out_800.jpg

 

Sim, a Nathalia é uma das minhas mentoras no que diz respeito às finanças pessoais, mas não é dela que vou falar aqui, apesar de se basear em algumas "regras" deste plano. Na verdade, o plano de que vos falo, foi pensado pelo Dave Ramsey. Não conhecem o Dave Ramsey? NÃO? Então se preparem, que hoje vou ajudá-los muito! 

 

 

O plano foi pensado por ele, porque a dada altura se viu obrigado a estudar o assunto e a resolver os seus próprios problemas. O que é que acontece quando se sobe muito em pouco tempo? A queda é ainda maior. Depois de abrir falência, foi à procura da maior quantidade de informação possível sobre a forma como o dinheiro funciona e como poderia controlá-lo, sendo que nos últimos anos tem vindo a criar riqueza ao ajudar os outros. Acreditam? Acreditem, se fazem favor. É possível ganhar dinheiro e ajudar os outros. Só têm de encontrar a vossa vocação.

 

Desde ter o seu próprio curso de finanças, que oferece sempre que possível a famílias muito endividadas, ao programa de duas horas que transmite todos os dias no youtube, o The Dave Ramsey Show é muito bom, muito conhecido, e tem mais de 3.000.000 de visualizações todos os dias, em direto. O homem sabe do que fala.

 

business idea creative advertisement money earn communication cooperation agency partnership meeting pay idea hand giving service help provide working professional teamwork corporate sky font illustration graphics logo human behavior

 

Bom, vamos diretos ao assunto. O plano faz parte do livro "The Total Money Makeover - A Proven Plan for Financial Fitness", que eu confesso que nunca li. Mas maltinha... Já assisti a tantas horas de vídeos que tenho a certeza que sei tudo o que está escrito naquelas páginas. Sou capaz de estar a fazer ponto cruz durante horas a fio e a ouvir o homem ao mesmo tempo.

 

Basicamente o plano é constituído por sete baby steps:

 

1. Guardar 1000$ para começar um fundo de emergência. Obviamente que para o nosso caso, queiram juntar 1000€ se fazem favor. - Isto é o mínimo, malta! O mínimo para qualquer eventualidade que surja. Uma avaria no carro, uma inundação em casa, uma despesa médica, uma multa - há sempre qualquer coisa. 

2. Pagar todas as dívidas usando o método da bola de neve. É um método que nos ajuda a ficarmos motivados. Consiste em pagar as dívidas por ordem de valor, começando com a mais pequena. E aí alguém pergunta "Espera. Não faz mais sentido pagar a dívida com a maior taxa de juro primeiro?" O Dave responde "Talvez. Mas se você começar com a dívida com taxa de juro maior, pode pensar que não está progredindo o suficiente, perder o controlo e desistir antes mesmo de chegar perto do fim." - Está tudo dito. 

3. Guardar 3 a 6 meses de despesas. Ei, nunca se sabe, não é? E depois de já não haver dívidas podemos começar a juntar o dinheiro com o que sobra todos os meses. 

4. Investir 15% dos rendimentos do agregado em fundos de investimento. Ou para quem gosta de arriscar - na bolsa de valores. Reparem, depois de todas as dívidas pagas e de 3 a 6 meses de despesas de lado, vão deixar acumular o dinheiro na conta ou vão pôr o dinheiro a trabalhar para vocês? Your call

5. Juntar dinheiro para a faculdade dos filhos. Este passo é muito importante para os norte-americanos, uma vez que a realidade deles é muito diferente da nossa. Para terem uma ideia, um curso de medicina numa universidade pública pode chegar aos 150 000$. É muito dinheiro, e a maioria das pessoas pede empréstimos para conseguir ter um diploma e anda o resto da vida a pagá-lo. Em Portugal é diferente, mas mesmo assim não é para todas as carteiras. Mais vale prevenir do que remediar. 

6. Pagar a casa mais cedo. Possa, só de imaginar, fico com arrepios na espinha. Já se imaginaram ter a casa paga mais cedo? Dêem-se ao luxo de imaginar como seria a vossa vida se tivessem a casa paga antes dos 40. Antes dos 50, ou dos 60. O que for. O que é que sentem? Esse estômago revoltou-se, não foi? Vá, confessem. 

7. Construir riqueza e partilhar. "Espera lá... Partilhar? Fogo, que ando a vida toda a trabalhar e no último passo dizes-me para partilhar com os outros? Isso é que era bom" - Diz o tuga revoltado. Pois o Dave afirma que não existe nada melhor no mundo do que estar sem dívidas, ter TUDO pago, dinheiro no banco, dinheiro investido, e partilhar o que sobra com alguém. Pois, oiçam (ou leiam)... Não tenho as dívidas pagas nem sou rica. Mas hei-de lá chegar. E quando chegar digo-vos como é.

 

 

 

Sejam felizes. Não desperdicem os vossos sonhos, e mais importante - não gastem mais dinheiro do que o que entra em casa, ok? Sejam prudentes e poupem MUITO, que quando chegar a nossa vez sabem o que vai acontecer, não sabem? Se tivermos direito à reforma já temos muita sorte. Bom fim de semana!

 

2 comentários

Comentar post