Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

12.11.18

A revista do ano voltou!

Rita (porque minimalistas há muitas)

 Olá malta. 

1.PNG

 

O segundo volume da Raízes Mag já saiu. Tive conhecimento dela através da 3ª face, e desde esse dia que não arredei pé - lendo-a de uma ponta à outra.

 

O volume de Nov/Dez 2018 fala sobre:

 

- Dicas para um natal mais sustentável;

- Artistas que de alguma forma preservam o nosso planeta;

- Boas notícias (novidades no mundo da exploração animal, proibição/redução de plásticos, etc.);

- Consumo consciente - "Comprar é votar";

- Greenwashing;

- Economia circular - "É impossível existir crescimento infinito num planeta finito";

- 10 coisas para fazer com os mais novos em tempos de chuva;

- Receitas vegetarianas;

- Objetos que colocamos erradamente no ecoponto amarelo.

 

away-3024773_1920.jpg

 

 

E muito, muito mais! 63 páginas de puro entretenimento para quem se interessa por estas temáticas.

Aproveitem, os primeiros 2 volumes são gratuitos!

22.10.18

Livre-se de uma coisa que não usa, todos os dias durante um mês - The UniPlanet

Rita (porque minimalistas há muitas)

Capturar.PNG

 

 

Tenho a dizer que esta é a melhor newsletter que recebo DE SEMPRE e que felizmente aderi por recomendação de alguém aqui da nossa blogosfera do sapo. A UniPlanet retrata exatamente a minha posição atual no que diz respeito ao minimalismo e zero waste, que para além de ir de encontro à minha filosofia de vida e a qual (esporadicamente) tenho vindo a apresentar aqui no blog, tem apresentado notícias semanais do que se passa no planeta sobre estas temáticas. É realmente fantástico, e recomendo a quem não conhece que dê uma vista de olhos. É o meu feed de notícias favorito!

 

Este desafio foi publicado a 18 de Outubro deste mês e tem como objetivo fundamental livrarmo-nos de um objeto que não usamos por dia. 

1.PNG

 

Seja um verniz de unhas que já não usamos há muito tempo e que até nem gostamos muito da cor, ou aquele perfume que insiste em manter-se no fundo da prateleira. Um livro que já foi lido, ou uma caneta que não escreve - o importante é destralhar e eliminarmos de uma vez por todas todo este excesso que mantemos nas nossas vidas sem propósito nenhum e que - vá, todos vós concordam comigo - não interessam nem ao cão da vizinha para roer. 

 

Não vos digo para deitarem tais objetos no lixo (com exceção do raio da caneta - Usem computador ou o próprio telemóvel para substituir as vossas próximas compras de canetas). Muito pelo contrário. Podem até ser coisas que provavelmente trazem mais valia à vida de outras pessoas. Economia circular, minha gente. Nunca se esqueçam da economia circular. Andamento e bola para a frente!

2.PNG