Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

04.10.18

Desafio da Escrita #4 - Livro(s)

Rita (porque minimalistas há muitas)

Para o nosso quarto dia do desafio da escrita lançado pela totó, vou apresentar-vos 4 livros. Parece-vos bem?

E se fossem todos relacionados com o minimalismo, desperdízio zero e finanças pessoais, ainda melhor?

Pronto, então cá vai - Não me julguem, que é a segunda publicação que faço esta manhã:

 

1. 

Wook.pt - Desperdício Zero

"Filosofia de vida com base nos cinco "erres": refuse (recusar), reduce (reduzir), reuse (reutilizar), recicle (reciclar) e rot (decompor) Que tal implementar em sua casa e na vida uma filosofia de desperdício zero? Com este livro, aprenderá a erradicar o lixo da sua vida passo a passo. A autora demonstra os benefícios que usufruímos de um estilo de vida sem desperdícios: para isso, basta recusar aquilo de que não precisamos, reduzir o consumo, reutilizar e reciclar tudo aquilo que não podemos recusar. Deste modo, melhorará o seu estilo de vida, a sua saúde, poupará mais dinheiro e tempo, e proporcionará um futuro melhor para si, para a sua família e para o planeta." - E mais, não digo.  [1]

 

2. 

EVERYTHING THAT REMAINS: A MEMOIR

 

 

"E se tudo que você quisesse não fosse o que você realmente quer? Vinte e poucos anos, vestido de fato, Joshua Fields Millburn achava que tinha tudo que alguém poderia querer. Até achar que não.

Cego pela perda da sua mãe e do seu casamento, Millburn começou a questionar a vida que ele construiu para si mesmo.

Então ele descobriu o minimalismo. . . e tudo começou a mudar.

Quatro anos depois, Millburn abraçou a simplicidade. Na busca por algo mais substancial do que o consumo compulsório e o rompido Sonho Americano, ele descartou a maior parte de suas posses materiais, pagou um monte de dívidas incapacitantes e abandonou sua carreira de seis dígitos.

Depois que tudo se foi, o que restou? Não é um livro de instruções, mas um livro que vale a pena, Everything That Remains é a história tocante e surpreendente do que aconteceu quando um jovem decidiu deixar tudo para trás e começar a viver mais deliberadamente. De coração dilacerante, edificante e profundamente pessoal, este livro de memórias envolvente é recheado com interrupções perspicazes por Ryan Nicodemus, melhor amigo de Millburn de vinte anos." [2] - mais livros dos The Minimalists aqui. - Confesso que não encontrei versões traduzidas em Português, mas também não procurei muito. 

 

3. e 4.

 

[3]

"Sim, eu sei que sou suspeito, mas estou mesmo convencido que é um dos melhores livros já publicados em Portugal para nos abrir os olhos para a forma como gastamos o nosso dinheiro. Tem as dicas que precisa para começar a pôr as suas contas em ordem e para perceber afinal para onde vai o seu dinheiro, quando ele não chega ao fim do mês. E vai conhecer muitas alternativas para finalmente conseguir pôr as suas poupanças a crescer.

É um manual de finanças pessoais prático e simples que o pode salvar de muitos equívocos causados pela inércia ou ignorância. Não vai encontrar noutros livros nada tão simples de entender. Pelo menos, ainda não encontrei. Se conhece as reportagens na televisão sabe que não estou a exagerar. Vale mesmo a pena ter estas informações sempre disponíveis na sua estante, ao alcance da mão." - No meu caso, no wook reader ao alcance de um dedo... ou clique?!? 

 

Bom feriado!

Logo à noite vou ouvir a Carolina Deslandes ao vivo! Yeeeah

 

 

 

19.09.18

Cinco livros em mês e meio. Não foi o fim do mundo nem ando a tramar nenhuma.

Rita (porque minimalistas há muitas)

E sabendo que na década anterior tinha lido ZERO - é uma ótima melhoria, nao acham? É uma questão de encontrarmos o tema que nos move. No meu caso, os temas foram divergindo.

 

Comecei pelo Hunger Games, vol. 1 que andava aqui por casa há imenso tempo e ainda não lhe tinha pegado. - Achei muito semelhante ao filme, pelo que não tirei grandes valias, confesso. Está lido, e já o pus a circular. 

 

Depois vieram as finanças pessoais - Obrigada Pedro Andersson, que despertaste todo o meu interesse na temática com a tua rúbrica "Contas-Poupança" - Li os teus dois livros (ou eBooks) em 3 dias e adorei. Obrigada, a leitura é muito muito fácil e super recomendo. Não é que ao pesquisar um pouco mais sobre ti descubro que és da minha cidade? Ia jurar que hoje de manhã passei por ti... Com um veículo da SIC, mas estamos a meio da semana e hoje sai um novo episódio da rúbrica. Não, não devias ser tu. 

 

Li o Milagre da Manhã, de Hal Elrod - o tal que insisto para a 3ª Face ler e perceber do que falo. Desculpa o destaque, mais uma vez. Só para te provocar um pouquinho mais.  O Milagre da Manhã é isso mesmo. É levantarmo-nos cedo (muito cedo) e ansiar por isso. É um ritual que nos impulsiona para o resto do dia - e resulta mesmo. Não, não consegui fazer todos os dias, mas os que fiz, resultaram. Por agora vou tentar regular as minhas horas de sono e apesar de não seguir o ritual à risca - já não peço ao meu telemóvel para suspender o alarme por 10 minutos. Um passo de cada vez! 

 

Por último... Não me sinto muito confortável em escrever o título, mas podem consultá-lo aqui (se o link deixar de funcionar, digam, por favor). Na verdade o título em inglês não é tão desconfortante pois não? Em português do Brasil é pior. . O autoempoderamento puro e duro. Sentimo-nos como se fôssemos os melhores do mundo ao acabar de ler. É muito, muito bom. 

 

Foi mês e meio, mas fazendo as contas aos dias durante os quais li mesmo, foram 11dias. É um ano de records! 😊

 

Resultado de imagem para books

 

As minhas próximas apostas serão os livros dos "The Minimalists" - lista aqui e o Zero Waste da Bea Johnson. Recomendam mais algum?