Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

O que pode e não pode ser colocado no ecoponto verde.

Rita (porque minimalistas há muitas), 17.07.19

Depois do ecoponto amarelo e do azul, vem o verde. Para começar, nem todos os vidros podem ser colocados no ecoponto verde, uma vez que a percentagem de materiais diferentes usados na sua composição não permite que se fundam à mesma temperatura, como o caso dos copos de vidro que usamos em casa. 

Outra coisa - o vidro pode ser reciclado quantas vezes quisermos. E mais! "Devido  aos custos elevados da produçãodo vidro, a sua reciclagem torna-se mais barata do que sua produção, sendo a reciclagem do vidro, portanto, uma ótima ferramenta a favor da sustentabilidade e que agrega lucro e incremento daeconomia." 

Resultado de imagem para ecoponto amarelo

Ora, tudo o que é embalagem de vidro pode ser depositado no ecoponto verde. No entanto, existem objetos que não são apropriados para a reciclagem dos verdes. Uma dica é procurar na embalagem o símbolo do contentor apropriado:

Resultado de imagem para ecoponto símbolo

 

Numa pesquisa rápida, fica aqui uma lista das coisas que não podem ir para o ecoponto verde:

- loiças e cerâmicas, vidro plano e janelas, cristais e espelhos, lâmpadas, materiais de construção civil, frascos de medicamentos (link)

- objetos tipo pyrex, jarras, chávenas (link)

 

Coisas que podem ser colocadas no ecoponto verde:

- garrafas (água, vinho, cerveja), frascos (de doce, pickles, salsichas) e boiões sem tampa (link - nota: os copos não!);

- frascos de perfume e cosmética, de especiarias, garrafas de azeite, garrafão de vinho (só de vidro, e não o revestimento de plástico que alguns têm) (link)

 

MAIS DICAS:

 

- Objetos que "cabem" em dois ecopontos: "Quando há embalagens que cabem em dois ecopontos - como é o caso dos envelopes com janela - caso não seja possível separar, deve ser colocado no contentor da maior quantidade, neste caso o azul. "Há sempre um nível de contaminação que a indústria consegue gerir", revela Ana Loureiro." 

- Esvaziar bem as embalagens  e colocá-las uma a uma no ecoponto. Sem estarem em sacos fechados, para facilitar o processo na triagem (link aqui)

- A separação do lixo NÃO CAUSA DESEMPREGO. "Realidade: Há mais de 2 400 empregos associados à gestão de resíduos de embalagens no âmbito do Sistema Ponto Verde. Não separar as embalagens, além de prejudicar o ambiente, geraria a perda destes pontos de trabalho."

Porque só se deve colocar no Ecoponto Verde garrafas, boiões e frascos de vidro? "Porque a composição do vidro de embalagem (garrafas, boiões e frascos de vidro) não é a mesma de outros tipos de vidro (copos, espelhos, pirexs, etc.) e por esse motivo não fundem à mesma temperatura. Se forem colocados no ecoponto podem dar origem a objetos de vidro com defeito de fabrico e inviabilizar todo um lote de vidro reciclado." (link)

Não é necessário separar as embalagens de vidro por cor.

- No caso das embalagens de plástico e do vidro, a gordura não prejudica o processo de reciclagem (link)

 

O que pode e não pode ser colocado no ecoponto azul.

Rita (porque minimalistas há muitas), 17.07.19

Olá malta!

Na sequência do post do ecoponto amarelo, de vez em quando surgem algumas dúvidas no que diz respeito ao tipo de objetos que podemos colocar no ecoponto azul, embora este seja um pouquinho mais fácil do que o amarelo. Para começar, tudo o que é só de papel e cartão pode entrar - ao contrário dos outros dois ecopontos que contam apenas com embalagens.

Resultado de imagem para ecoponto amarelo

Ora, em princípio, tudo o que é de papel pode ir para o ecoponto azul. No entanto, existem materiais que parecem de papel mas têm um revestimento de plástico e cola, não sendo apropriadas para reciclagem. Uma dica é procurar na embalagem o símbolo do contentor apropriado:

Resultado de imagem para ecoponto símbolo

 

 

Numa pesquisa rápida na página da Uniplanet, fica aqui uma lista das coisas que não podem ir para o ecoponto azul:

- Etiquetas de código de barras e peso de produtos;

- Caixas de pizza COM gordura;

- Papel húmido ou ensopado e toalhitas

- Papel vegetal, plastificado, encerado, autocolante, e todo o papel que tenha um "banho" ou contaminação de qualquer outro material.

- Papel absorvente (de cozinha, guardanapos e lenços de papel);

- outros materias: sacos de cimento, fraldas, embalagens de produtos químicos (link aqui)

 

Coisas que podem ser colocadas no ecoponto azul:

- talões e faturas;

- papel escrito e/ou agrafado, envelopes com janela de plástico e pastas de arquivo;

- outros materiais: asas de sacos de papel, caixas de jogos de papel ou cartão, caixa de pizza SEM gordura, caixas para ovos e de fósforos de cartão, caixas de cereais, interior dos rolos de papel higiénico e de cozinha, maços de tabaco, caixas de mudanças de cartão, listas telefónicas, papel de embrulho, sacos de papel para o pão (link aqui); cintas de cartão de packs (de cerveja por exemplo), jornais e revistas (link aqui).

MAIS DICAS:

- Deixo-vos aqui a nova app da Quercus, a Wasteapp que nos ajuda a entregar o nosso desperdício no local apropriado mais próximo.

1.PNG

- Objetos que "cabem" em dois ecopontos: "Quando há embalagens que cabem em dois ecopontos - como é o caso dos envelopes com janela - caso não seja possível separar, deve ser colocado no contentor da maior quantidade, neste caso o azul. "Há sempre um nível de contaminação que a indústria consegue gerir", revela Ana Loureiro." 

- Esvaziar bem as embalagens, espalmar e colocá-las uma a uma no ecoponto. Sem estarem em sacos fechados, para facilitar o processo na triagem (link aqui)

- A separação do lixo NÃO CAUSA DESEMPREGO. "Realidade: Há mais de 2 400 empregos associados à gestão de resíduos de embalagens no âmbito do Sistema Ponto Verde. Não separar as embalagens, além de prejudicar o ambiente, geraria a perda destes pontos de trabalho."

O que pode e não pode ser colocado no ecoponto amarelo.

Rita (porque minimalistas há muitas), 17.07.19

Olá malta!

De vez em quando surgem algumas dúvidas no que diz respeito ao tipo de objetos que podemos colocar no ecoponto amarelo. Em casa acontece-me muitas vezes, e na dúvida acaba por ir para o lixo doméstico, infelizmente. 

Resultado de imagem para ecoponto amarelo

Ora, em princípio, tudo o que é embalagem de plástico e metal pode ir para o ecoponto amarelo.

"O único ecoponto onde é possível colocar artigos que não sejam embalagens é o azul, onde pode depositar revistas, jornais, papel de escrita, etc. Nos restantes, ecoponto amarelo e verde, só deverá colocar artigos que cumpram a função de embalagem. No caso do amarelo, poderá colocar por exemplo garrafas de água, latas de conservas ou bebidas, pacotes de leite ou sumos, entre outros. No caso do verde, deverá colocar garrafas de vidro, boiões, frascos.” (link aqui).

Uma dica é procurar na embalagem o símbolo do contentor apropriado:

Resultado de imagem para ecoponto símbolo

 

Numa pesquisa rápida na página da Uniplanet e outros, juntei uma lista das coisas que não podem ir para o ecoponto amarelo:

 

- Palhetas de plástico para mexer o café;

- Pinheiros de Natal (sim, isso mesmo);

- Cápsulas de café;

- Lâminas de barbear;

- Marcadores, canetas e esferográficas;

- Talheres descartáveis de plástico;

- Palhinhas de plástico

- Escovas de dentes de plástico

- Fraldas;

- Bioplásticos - não me canso de falar nisto. "Ah e tal, mas este é biodegradável". Atenção gente, que a embalagem só é biodegradável se for colocada na compostagem ou enterrada no solo. ok? Nada de a deitar para o ecoponto amarelo ou para o lixo indiferenciado - NÃO SE DECOMPÕE (porque não tem acesso ao oxigénio nem a humidade para tal acontecer).

- Roupa usada (existem contentores exclusivamente destinados a este fim);

- Lâmpadas (também não podem ser depositadas no lixo indiferenciado nem no ecoponto verde - "devendo entregá-la sem qualquer custo, no estabelecimento onde vai comprar a nova.Também pode depositá-la nos centros de recolha de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos, ou nos ecocentros que as aceitam"; 

- Equipamentos elétricos e eletrónicos

- outros materiais: garrafões de combustível, baldes, cassetes de vídeo, DVD's e CD's, brinquedos, eletrodomésticos, pilhas e baterias, tachos e panelas, ferramentas, talheres de metal (link aqui)

Coisas que podem ser colocadas no ecoponto amarelo:

- sacos transparentes de plástico (tipos os dos produtos frescos em supermercados);

- sacos de rede de plástico das batatas e cebolas;

- cuvetes de produtos frescos e a película que as envolve - - se bem que a sociedade Ponto Verde diz que convém depositar no indiferenciado;

- copos e pratos descartáveis de plástico;

- papel de alumínio (por exemplo dos ovos e coelhos de páscoa e do pai natal de chocolate) - no entanto convém que "as pessoas amassem a prata para formar bolas relativamente grandes" - se bem que a sociedade Ponto Verde diz que convém depositar no indiferenciado;

- embalagens de manteiga, óleo e gorduras;

- outros materiais: pacotes de leite, de vinho, de sumo, de natas e de polpa de tomate (link aqui); frascos de champô, detergentes, esferovite, latas de salsichas e conservas, tabuleiros de alumínio e aerossóis, bisnagas de mostarda e ketchup, anilhas das latas de bebidas, caixas de ovos de plástico, capas de alumínio (como na garrafa de champanhe), caricas, embalagens de bolos, dispensadores de sabonetes líquidos, embalagem de lixívia, sacos de congelados e de comida para animais de plástico, vasos de plantas plásticos (link aqui); copos de metal para velas, garrafas de plástico, porta fatos de plástico, tubo da pasta de dentes e de cola, sacos do lixo de plástico, peças no gargalo das garrafas, pacotes de batatas fritas e aperitivos, cintas de plástico (daquelas que afogam os animais marinhos - tipo pack dos pacotes de leite), cabides de plástico e de metal (link aqui)

 

2.PNG

 

É claro que apesar de tais objetos poderem ser depositados no ecoponto amarelo, há sempre ALTERNATIVAS mais sustentáveis e saudáveis para o nosso planeta, tais como:

- sacos reutilizáveis (tanta para compras normais, como para a pesagem de frutas e legumes) - Os Panos da Vera vendem a muito bom preço e O LIDL também já tem;

- Canetas recarregáveis e lápis de cores para sublinhar em vez de marcadores;

- Palhinhas reutilizáveis (aqui existem 7 alternativas às de plástico);

- escovas de dentes de bambu (ou em último caso escovas de dentes com cabeças substituíveis); 

- embalagens de vidro ou alumínio que duram a vida toda;

- evitar comprar embalagens descartáveis de produtos que só fazem mal, tipo: bolos, bolachas, batatas fritas, chocolates e refriferantes. Não dêem estas coisas aos vossos miúdos. Ofereçam antes livros, experiências e jogos ou loiça de qualidade para casa e plantas aos adultos.

- Façam a vossa própria manteiga em casa ;

- o mesmo para a polpa de tomate, natas e sumo;

- e para os mais atrevidos, produtos de cosmética caseiros (champô, sabonete líquido, tratamento antirrugas, celulite, pasta de dentes, etc, etc. Link para comerciais e receitas caseiras);

- garrafas reutilizáveis;

- copos e pratos de cerâmica - "Ah e tal, mas esses dão mais trabalho porque têm de se lavar, e em grupos grandes de pessoas dá uma trabalheira tremenda". Não dá assim tanto trabalho, pessoal. E mesmo que não tenham máquina, se esse grupo grande de pessoas ajudar, é num instantinho. Digam que é para salvar o planeta que toda a gente alinha. 

 

MAIS DICAS:

 

- a nova app da Quercus, a Wasteapp que nos ajuda a entregar o nosso desperdício no local apropriado mais próximo.

1.PNG

- Não é necessário lavar as embalagens antes de as colocar no ecoponto amarelo;

- As embalagens devem ser espalmadas sempre que possível;

- A separação do lixo NÃO CAUSA DESEMPREGO. "Realidade: Há mais de 2 400 empregos associados à gestão de resíduos de embalagens no âmbito do Sistema Ponto Verde. Não separar as embalagens, além de prejudicar o ambiente, geraria a perda destes pontos de trabalho."

 

Desafio da Escrita #4 - Livro(s)

Rita (porque minimalistas há muitas), 04.10.18

Para o nosso quarto dia do desafio da escrita lançado pela totó, vou apresentar-vos 4 livros. Parece-vos bem?

E se fossem todos relacionados com o minimalismo, desperdízio zero e finanças pessoais, ainda melhor?

Pronto, então cá vai - Não me julguem, que é a segunda publicação que faço esta manhã:

 

1. 

Wook.pt - Desperdício Zero

"Filosofia de vida com base nos cinco "erres": refuse (recusar), reduce (reduzir), reuse (reutilizar), recicle (reciclar) e rot (decompor) Que tal implementar em sua casa e na vida uma filosofia de desperdício zero? Com este livro, aprenderá a erradicar o lixo da sua vida passo a passo. A autora demonstra os benefícios que usufruímos de um estilo de vida sem desperdícios: para isso, basta recusar aquilo de que não precisamos, reduzir o consumo, reutilizar e reciclar tudo aquilo que não podemos recusar. Deste modo, melhorará o seu estilo de vida, a sua saúde, poupará mais dinheiro e tempo, e proporcionará um futuro melhor para si, para a sua família e para o planeta." - E mais, não digo.  [1]

 

2. 

EVERYTHING THAT REMAINS: A MEMOIR

 

 

"E se tudo que você quisesse não fosse o que você realmente quer? Vinte e poucos anos, vestido de fato, Joshua Fields Millburn achava que tinha tudo que alguém poderia querer. Até achar que não.

Cego pela perda da sua mãe e do seu casamento, Millburn começou a questionar a vida que ele construiu para si mesmo.

Então ele descobriu o minimalismo. . . e tudo começou a mudar.

Quatro anos depois, Millburn abraçou a simplicidade. Na busca por algo mais substancial do que o consumo compulsório e o rompido Sonho Americano, ele descartou a maior parte de suas posses materiais, pagou um monte de dívidas incapacitantes e abandonou sua carreira de seis dígitos.

Depois que tudo se foi, o que restou? Não é um livro de instruções, mas um livro que vale a pena, Everything That Remains é a história tocante e surpreendente do que aconteceu quando um jovem decidiu deixar tudo para trás e começar a viver mais deliberadamente. De coração dilacerante, edificante e profundamente pessoal, este livro de memórias envolvente é recheado com interrupções perspicazes por Ryan Nicodemus, melhor amigo de Millburn de vinte anos." [2] - mais livros dos The Minimalists aqui. - Confesso que não encontrei versões traduzidas em Português, mas também não procurei muito. 

 

3. e 4.

 

[3]

"Sim, eu sei que sou suspeito, mas estou mesmo convencido que é um dos melhores livros já publicados em Portugal para nos abrir os olhos para a forma como gastamos o nosso dinheiro. Tem as dicas que precisa para começar a pôr as suas contas em ordem e para perceber afinal para onde vai o seu dinheiro, quando ele não chega ao fim do mês. E vai conhecer muitas alternativas para finalmente conseguir pôr as suas poupanças a crescer.

É um manual de finanças pessoais prático e simples que o pode salvar de muitos equívocos causados pela inércia ou ignorância. Não vai encontrar noutros livros nada tão simples de entender. Pelo menos, ainda não encontrei. Se conhece as reportagens na televisão sabe que não estou a exagerar. Vale mesmo a pena ter estas informações sempre disponíveis na sua estante, ao alcance da mão." - No meu caso, no wook reader ao alcance de um dedo... ou clique?!? 

 

Bom feriado!

Logo à noite vou ouvir a Carolina Deslandes ao vivo! Yeeeah