Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

Rumo ao Minimalismo

A minha viagem ao minimalismo, desperdício zero e vegetarianismo - Estou quase, quase lá!

14.04.18

Uma compra que me tirou a paz de espírito.

Rita (porque minimalistas há muitas)

Normalmente não escrevo aos sábados, mas hoje tem de ser. O minimalismo tem favorecido tanto a minha paz de espírito e tem feito sentir-me tão bem que vale a pena falar sobre isto aqui no blog. Fizemos uma compra que estragou tudo. Eu digo fizémos, porque como casal, o dinheiro é dos dois, não é só meu. Mas foi uma compra para ele. Um telemóvel novo caríssimo. Não vou dizer o preço porque o minimalismo acenta no porquê e não em quanto ou no quê, e o que pode ser muito para mim, para vocês pode ser pouco e vice versa. 

 

Enfim, queria deixar aqui o meu desabafo porque efetivamente desequilibrou-me a alma. Para já, não precisávamos de nenhum telemóvel. Cada um tinha o seu, e estávamos bem assim. Os dois funcionam em perfeitas condições. Na altura, pensei cá para mim "bom, se a vontade de comprar se mantiver por alguns meses, então aí compra-se" e foi o que aconteceu. Mas é tudo muito bonito enquanto o telemóvel não chega. Eu estava bem e equilibrada. A partir do momento em que o objeto chegou foi o fim do mundo. Ando rabugenta e nem sequer consigo dormir. Até os colegas de trabalho me perguntam o que se passa. O pior de tudo é que nem me tinha apercebido do que se estava a passar comigo até ontem à noite. Senti-me mal disposta, como se o meu cérebro e o coração tivessem descido ao estômago. Nem a meditação me valeu. Foi terrível. Como é que me levanto desta?

5 comentários

Comentar post